Tempo... tempo.

Posted quinta-feira, 5 de agosto de 2010 by Hannar
Esse traiçoeiro que leva da gente sonhos, pessoas, medos, desesperos, felicidade e oportunidades.
Ele que vai deixando como rastro a saudade.
Quando eu era menor, sempre me pegava pensando: ''agora eu to no presente, agora meu presente virou passado, mas ganhei outro presente, que acabou de virar passado''. Pode parecer loucura, mas eu ficava horas nisso, acredito que acontece tambem com muitas crianças.
Aliás, talvez esse seja o maior mistério para o homem. 
O homem sempre quis ter dominio sobre tudo aquilo que parecia impossivel. Queria voar, conseguiu. Queria chegar á lua, conseguiu.
Mas quem nunca viu, seja em filmes ou em desenhos animados, a tão sonhada máquina do tempo, que possa nos transportar para aonde quisermos, mas não em termos materiais, mas sim em um lugar ideologico que nao existe mais ou que ainda vai existir. Maluco não? Já pensou o transtorno que seria se pudessemos voltar atras? tanta coisa que seria diferente, tanta coisa que seria bagunçada... (provavelmente nao existiria matemática, isso é bom =])

Mas se eu pudesse concertar, ou ate mesmo ajustar, eu aumentaria o dia com uma hora a mais pra eu sempre postar aqui no meu blog, diminuiria os dias dolorosos, cansativos, guardaria dias só pra eu mesma, depois faria todo mundo pensar que apenas alguns minutos se passaram nesses dias que foram meus, da mesma forma que me daria muuuuito mais tempo perto das pessoas que gosto, que amo...

As vezes paro pra pensar em tantas ideias que tive quando era pequena, meus planos, minhas loucuras, enfim, meus sonhos que um dia tive certeza de que seriam reais. Já quis ser tanta coisa nessa vida. Já quis mudar o mundo. Já quis entrar pra história. Já quis mudar de nome, fugir de casa, parar de estudar, estudar que nem louca, parar de falar com todo mundo, ser gentil somente por um dia com todos, mandar todos pra bem longe...
Mas as vezes a vida nos leva por caminhos tão diferentes de nossos planos, as pessoas nos traem, as coisas mudam e agente nao percebe, e quando abrimos o olho vendo as fotos de quando éramos pequenos e iamos ao bosque ver os animais, á praia com a familia ou ate mesmo aquela foto que toda criança tem dançando o tchan ou sentada no penico, fica a pergunta: Será que esse meu eu tão inocente, cheio de sonhos e perspectivas tá feliz com a pessoa ridicula que eu sou hoje? É quando agente olha pra aquele brinquedo que nos lembra tantos domingos brincando com os primos, e simplesmente se abraça a ele, talvez por saudade do passado, ou talvez por medo do futuro... e um dia talvez esqueceremos de tudo isso e de todos aqueles que um dia já foram essenciais em nossas vidas, e que talvez nao o vejamos nunca mais...

Já chega de viagem. O tempo passa sem perguntar se alguem gosta ou não. É egoista e nunca perdoa.
Leva com ele nossas maiores lembranças, nossos amigos, nossos sonhos, nossas verdades, opiniões, familia...
Costumo dizer que ele é um ladrão, das piores espécies. 
Mas é tudo relativo. Ás vezes é ótimo que ele passe, que leve embora ondas de stress, tristezas, solidão.
Pra alguma coisa esse caminha com bloqueio de volta tinha que seguir. Só quem vive dores e momentos duros sabe o quanto é bom, depois de uma fase ruim, olhar pra trás e dizer: tudo valeu a pena.

Tempo também é esperança, porque se temos certeza de uma coisa, é de que ele vai passar, não importa o que aconteça, sempre haverá um amanhecer, ainda que nublado, ainda que demore, não adianta, tudo, tudo na vida passa... até nós mesmos...

Refletir sobre esse sacana não é moleza, dá dor de cabeça, arrependimento, vergonha, vontade de vencer, medo do que vem á frente, e diante de tudo isso, fica a pergunta... o que fazer enquanto ele passa?
Viver,
viver e fazer tudo, tudo valer a pena. Errar, perdoar, tentar, não conseguir, tentar mais uma vez, conseguir, sorrir, chorar, amar, odiar, e acima de tudo se superar cada dia mais. Deitar a cabeça no travesseiro e dar adeus a esse dia que nunca mais vai voltar, a esse mes que foi unico, e a esse ano que só vai depender de você mesmo pra ter sido bom.

Cazuza fez uma musica linda que expressa muito bem a onda do tempo. Mas existe um video, que alias fala de um assunto que já falei aqui no meu blog. É um video de conscientização, e fala sobre o tempo.
Um video curto, bonito, pra refletir mesmo, esse a seguir...



Existem pessoas e sentimentos que o tempo não pode apagar...

1 comentários:

  1. Joyce Carvalho

    eu ameii aqui , te seguindo ok *-* . Um mega beiijo ^^

Postar um comentário