Carta para um amor... [3]

Posted segunda-feira, 3 de março de 2014 by Hannar
É carnaval. Você está bem longe de mim agora. O mundo lá fora está eufórico, mas, essa euforia não alcança meu coração. Ele está mergulhado em duvidas, em imagens que não aguentava ver. É engraçado perceber até onde a  parceria entre nossos olhos e nossa imaginação  podem chegar. Nessas horas, eu me pergunto se não seria mais saudável não saber de nada? Estou na divisa entre encarar a dor da verdade ou ficar com o conforto da ignorância. Acho que é melhor optar pela segunda opção. Até porque, descobrir mais coisas só iriam me deixar mais aflita, talvez até chateada. E eu preciso de paz pra seguir. Eu preciso conservar você como uma lembrança boa. Mas, é difícil. Mais ainda agora que, você meio que sabe do que eu sempre senti por você. Te ver fazendo escolhas que destinam o sofrimento me angustia. Me angustia porque eu tô aqui, sempre estive. Transbordando de amor pra te oferecer, de cuidado, de carinho, de vontade de te fazer feliz. 
Nossa, como dói essa inutilidade de um sentimento depender da escolha do outro. Realmente, felicidade é questão de escolha. E sofrimento vicia. 
Existe algo mais contraditório que eu falando essas coisas que se aplicaria a mim mesma? Querer que tu pare de se afundar em sentimentos que não vão te levar a nada. Porque eu não quero isso pra mim? Porque eu não quero parar de te amar cada vez mais e mais sem que ao menos você se ligue disso? E porque eu não acho a pergunta certa pra essa história louca? 
Tem mais uma coisa que eu queria deixar claro: Nesse exato momento, eu queria estar sentindo uma raiva muito grande de você, juro. Mas não consigo. Meu peito tá aquecido de tanto amor que guardo aqui. 
Era isso. 
Volta logo.

H.A. -----> R.A.

0 comentários:

Postar um comentário